Texto e fotos divulgação/

Por meio dos diários de D. Pedro, o pesquisador Roberto Khatlab refez o itinerário do imperador e reconstruiu sua passagem pelo Oriente Médio e pela África do Norte.
PEDRO 2 CAPA

A vida de D. Pedro II foi quase inteiramente dedicada ao seu império e aos estudos nas mais diversas áreas científicas. Durante seu reinado de quase meio século, ele realizou três grandes viagens internacionais, e duas delas, em 1871 e 1876, incluíram o Oriente e a África do Norte.
Em suas viagens, o então imperador do Brasil alimentou um diário em que registrava suas experiências não apenas em palavras, mas também em desenhos de próprio punho – croquis rabiscados durante a noite, à luz de velas e fogueiras.

Com esse material e outros inéditos, o pesquisador Roberto Khatlab refez o itinerário do imperador e reconstruiu, em As viagens de D. Pedro II – Oriente Médio e África do Norte, 1871 e 1876, sua passagem pelas terras do Oriente Médio e da África do Norte. Publicado pela Benvirá, selo de ficção e não ficção da Saraiva, o livro narra as negociações, os estudos e as impressões que o imperador do Brasil teve sobre aqueles povos, seus idiomas e cultura.

O autor diz que “além dos diários, obtidos no Arquivo Histórico do Museu Imperial de Petrópolis, consultou cartas que D. Pedro II escreveu a seus amigos. Várias dessas cartas se encontram no Museu Imperial de Petrópolis e em outras instituições no Brasil e no exterior, como na França. A pesquisa também contemplou materiais encontrados no Oriente Médio, como documentos, jornais, revistas da época, que esclarecem as passagens do monarca no Oriente”.

Em As viagens de D.Pedro II, Khatlab apresenta um panorama do Oriente e da África do Norte pela visão do imperador, além de construir um perfil inovador do monarca visionário que guiou parte da história do nosso país.
O livro de Roberto Khatlab encontra-se à venda nas principais livrarias do país ou no site: www.saraiva.com.br

Sobre o autor:
Roberto Khatlab nasceu em Maringá, no Paraná. É pesquisador e autor de vários livros sobre história, religião, relação Brasil-Oriente Médio, emigração e imigração libanesa, publicados em português, árabe, francês, inglês e espanhol, chegando a ganhar o prêmio de literatura Said Akl (Líbano). Reside em Beirute, no Líbano, onde é diretor do Centro de Estudos e Culturas da América Latina na Universidade Saint-Esprit de Kaslik (Cecal-Usek).

As viagens de D. Pedro II
Autor: Roberto Khatlab
Benvirá, 2015, 1.ª edição, 408 páginas,
ISBN: 9788582402313

O livro foi lançado em 7 locais no Brasil

Lançamentos:

20 de agosto Museu Imperial de Petrópolis, Rio de Janeiro, às 19hs
21 de agosto Museu Nacional, Rio de Janeiro, às 15hs
27 de agosto Clube Atlético Monte Líbano, São Paulo, às 20:30hs
28 de agosto Universidade Paulista – UNIP, São Paulo, às 9hs
29 de agosto Clube Sírio, São Paulo, às 16hs

Encontros

24 de agosto Faculdade D. Pedro II, Salvador, Bahia
3 de setembro Universidade Estadual de Londrina.

PEDRO 2
Clube Monte Líbano- SP
PEDRO 2 3
PEDRO 2 PRINCESA LELLIE ORLEANS E BRAGANÇA
Princesa Lelli Orléans e Bragança
pedro 2 princesa Maria Cristina Orléans e Bragança
Princesa Maria Cristina Orléans e Bragança
PEDRO 2 CHALITA
Gabriel Chalita, escritor e secretario da educação da cidade de SP
PEDRO 2 PREFEITO DE SALVADOR ANTONIO CARLOS MAGALHÃES NETO
Prefeito de Salvador, Bahia, Antonio Carlos Magalhães Neto
PEDRO DIRETOR DO MUSEU IMPERIAL DE pETRÓPOLES MAURICIO fERREIRA jUNIOR
Diretor do Museu Imperial de Petrópolis, Mauricio Ferreira Jr.
PEDRO 2 5 esposa de Amir Klink
Marina Klink, esposa de Amyr klink
PEDRO 2 4

7 Comentários

  1. Suzana Villaça disse:

    Muito obrigado estamos repassando!

  2. Victor Andrade de Aguiar Filho disse:

    Só agora estou sabendo

  3. Vera Prata disse:

    D Pedro segundo não chamou o Brasil de pátria educadora mas fez muito mais pela educação do que fazem esses políticos de m que hoje nos governam

  4. Fernando Lima de Gusmão disse:

    Os nossos dois imperadores são de longe o que melhor o Brasil pôde ter como governantes pois todas as instituições criadas por eles ainda existem e funcionam até hoje. Independente das fraquezas morais, eles dois formaram a nação brasileira. Eles dois se doaram para o país e o povo. Não se pode dizer isso após a República e os presidentes. Esta é a verdade histórica que os republicanos escondem pois preferem difamar e satirizar os dois imperadores que tudo fizeram pelo país que amavam.

  5. José Carlos disse:

    Vou comprar, uma faceta que muitos desconhecem deste imperador.

  6. Cesar Aziz Ary disse:

    Para os que se interessam pelo assunto da diáspora sirio-libanesa para o Brasil, indico o livro de nossa autoria: “Príncipes da Mente- As famílias libanesas no Ceará” cel.(85)99930 7578.

  7. Cesar Aziz Ary disse:

    Outra fonte do assunto: “Príncipes da Mente- As Famílias Libanesas no Ceará” cel.: (85)99930 7578.

Deixe o seu comentário!