Texto Marta Tajra/ fotos divulgação.

Esta semana foi bastante intensa e movimentada para nós da Editora Zahle, já que decidimos não fazer parte da ‘crise’ que se instalou no país. Estivemos em São Paulo onde visitamos várias entidades, orgãos e pessoas importantes e atuantes em diversas áreas, fazendo contatos e iniciando uma série de negociações para a nossa editora.
Começamos com um almoço no domingo (18) na residência da Sra. Lody Brais, libanesa de nascimento e brasileira de coração, presidente da Associação Cultural Brasil-Líbano, cuja entidade promove todos os anos um evento diferenciado e bastante prestigiado para toda a comunidade libanesa de São Paulo, assim como a do Brasil. Na primeira foto, Lody com a irmã Nouha Brais, diretora cultural da ACBL e o mascote Beni, que ajudou Lody, Nouha e Iolanda a nos recepcionar.

LODY LODY2

Fazendo parte da agenda da semana, mantivemos contato com duas personalidades de bastante prestígio do corpo docente da Argentina e de Boston (USA). Trata-se, o primeiro, do Professor-doutor Sérgio Jalil, professor da área de Ciências Políticas e presidente do CELIBAL, um Centro de Estudos e Pesquisas Libanesas, que tem sede em Buenos Aires e representantes em alguns países como México, Colômbia, Chile e Estados Unidos. O Brasil será o próximo a receber uma representação do CELIBAL. Nosso contato, que iniciou-se ainda em fevereiro deste ano, foi no sentido de firmarmos parceria para publicações deste centro no Brasil e países afins. JALIL E MARTA NADIM E MARTA

Juntamente com ele, veio o professor-doutor Nadim Shehadi(foto acima), libanes da cidade de Zahle, e professor catedrático na área de Política Internacional em Boston (USA), onde representa o CELIBAL. Shehadi é um especialista em História do Oriente Médio e fundador do FARES CENTER FOR EASTERN MEDITERRANEAN, com sede em Boston. Veio ministrar conferência num Simpósio da USP que aconteceu na terça feira (20) sobre a crise atual no Médio Oriente.

Em nosso encontro, os dois professores tiveram oportunidade de conhecer algumas publicações da Editora Zahle, tais como os livros “História do Comércio de Teresina no Desenvolvimento do Piauí”, que fizemos em parceria com a Câmara de Dirigentes Logistas de Teresina, e onde há um capítulo dedicado à inserção dos imigrantes árabes no comércio piauiense. Além desse, outro mais recente: “Líbano, um oásis no Oriente Médio”, do professor Roberto Khatlab. É uma satisfação para nós dizer aqui que os dois ‘brimos’ ficaram encantados com a qualidade das nossas publicações. Bem como todos que visitamos na capital paulista. Ponto para nós, piauienses.

JALIL LIVRO CDL SERGIO E NADIM 2 SERGIO E NADIM- 1 SERGIO CDL3 SERGIO CDL2 SERGIO CDL 1 SERGIO CDL 4

Ainda fazendo parte da programação, estivemos na sede da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (FIESP) onde fomos gentilmente recebidos pelo seu Diretor de Eventos Fernando Jafet e outros membros da diretoria. Na Ocasião, conhecemos a editora do SENAI-SP, através de seu editor-chefe Rodrigo de Faria. Aqui também presenteamos o presidente da FIESP, Paulo Skaf, com os livros da Editora Zahle.
FIESP FIESP EDITORA

Por fim, visitamos a Bibliaspa – Biblioteca e Centro de Pesquisa América do Sul, que é um centro de pesquisa e cultura dedicado a temas árabes, africanos e sul-americanos, coordenado por Paulo Fares. Uma organização sem fins lucrativos, que tem como objetivo promover a reflexão crítica por meio da pesquisa, produção e difusão sobre esses povos. Além disso, eles desenvolvem atualmente um trabalho exemplar junto aos refugiados, principalmente, sírios. Estivemos com alguns desses refugiados – dois deles já trabalham no próprio centro – mas, não tivemos autorização para publicar suas fotos. Abaixo, as fotos da Bibliaspa que fica na Rua Baronesa de Itú, Santa Cecília, a duas quadras do metrô Marechal Deodoro. Quando passar por São Paulo, dê uma passadinha por lá e conheça este belo trabalho.
A ultima foto desta série, que eu fiz questão de tirar,foi com uma piauiense de Buriti dos Lopes, que trabalha há anos na Bibliaspa, a Maria Nilda, que de tanto tempo por ali, já virou uma paulistana das boas.

BIBLIASPA PAULO BIBLIASPA SALA BIBLIASPA LIVROS BIBLIASPA PROFESSOR BIBLIASPA PIAUIENSE

Ainda mantivemos contato com o autor Eduardo Mossri, um paulistano neto de libaneses, produtor e ator da peça teatral “Cartas Libanesas”, que conta a história do avô imigrante que veio para o Brasil no início do século XX misturando emoção, alegria, tristeza, saudade e tudo o que um imigrante sente ao chegar em uma terra estranha. A ideia é trazer a peça para Teresina. Yala Habib!
EDU 2 EDU4 EDU 5

16 Comentários

  1. Maria Alice Jorge Maluf disse:

    Parabéns , querida Marta, pela sua dedicação e carinho ao tratar de temas ligados à cultura de nossos antepassados. Muito sucesso , sempre! Foi bom vê-la, mesmo que rapidamente, fiquei feliz. Um grande beijo e tudo de bom.

  2. anchieta mendes disse:

    Marta: parabéns pelo seu trabalho e pala incursão cultural e genética feita em São Paulo.Você não nega a tradição de guerreira do bem. É uma marca a sua paixão árabe-libanesa – Prossiga. É uma vitoriosa na vida de escritora, pesquisadora.
    Parabéns pela sua garra, pelo seu trabalho e pelo bom êxito em São Paulo.
    Anchieta

  3. SOLANGE HILLER disse:

    Parabéns Marta e equipe da Editora pelo empenho e dedicação em levar o nome da Piauí para o sul e fazer essa ponte entre o Piauí, outros Estados e países!

  4. Suzana Villaça disse:

    Parabéns por sua participação e divulgação de CAMINHOS da cultura em nosso país.

  5. MARC THEOPHILE JACOB disse:

    Parabens sra. Marta. Muito bom o resumo de sua viagem a S.Paulo. Faço votos pelo bom resultado advindo desses seus contatos em S.Paulo. Cordialmente, Marc

  6. MARC THEOPHILE JACOB disse:

    Parabens, sra. Marta pelo seu bem sucedido périplo por S.Paulo. Cordialmente Marc

  7. Elias Torres Neto disse:

    BRAVO!!! BRAVÍSSIMO, prima MARTHA!

    É isso aí! Temos que olhar pra frente e encarar o desafio. A empresa tem de caminhar com suas próprias pernas.
    Jamais devemos depender do governo. E desse aí, então!
    Busque as parcerias, faça algumas concessões, mas siga adiante. O resultado logo aparecerá.

  8. Niede Guidon disse:

    Otimo Marta! Voce é mesmo corajosa!
    Abraço,

    Niéde

  9. Editora Zahle disse:

    Não é nem tanto questão de coragem Niède, mas de escolha mesmo. Se eu escolho deixar os outros – ou as circunstâncias – comandarem a minha empresa, melhor é fechar as portas.
    Como estão as coisas por aí? Saudades de você.
    Bjs.

  10. Sylvio Colonna Romano disse:

    Parabéns Marta

  11. Nouha Nader disse:

    Olá Marta,

    Agradeço a matéria e o assunto relacionado a nós: sempre
    numa linguagem clara e prazerosa. Se você conseguir enviar as fotos, gostaria de salvá-las.
    Beijos
    Nouha Nader

  12. Lili Hidd disse:

    Parabéns Marta, vc é uma “guerreira” e merecedora desse sucesso.

  13. Editora Zahle disse:

    Grata prima. Não diria bem guerreira, talvez eu tenha apenas uma visão diferente das coisas. Não posso admitir que os ‘outros’ comandem a minha empresa. Especialmente o governo. No Brasil, existe uma cultura ante empreendedorismo, onde todos, inclusive empresários, dependem diretamente dos governos federais e estaduais. Por isso, chegamos a este ponto. Não concordo com isso, prefiro ir na ‘contra-mão’ dessa história. Quem sabe, dá mais certo, né?

  14. Lílian Kalil disse:

    Oi Marta, que delícia saber que você tem apresentado seus primorosos trabalhos para pessoas tão interessantes! As comunidades libanesas só tem a ganhar com o seu talento!!! Adoro seus trabalhos, além de ser sua fã!!! Parabéns! Sucessos sempre!!! Abraços

  15. Eduardo Mossri disse:

    Olá Marta

    Acabo de ver sua postagem.
    Que otimo.
    Tivestes uma semana intensa por cá, espero que possa colher bons frutos.
    E muito bom o que escreveu sobre o nosso encontro, tomara que algo possa sair disso.
    Sigo aqui totalmente aberto para conversas futuras, inclusive falei com Milton Hatoum ontem sobre isso, ele me escreveu para convidar para a estreia do filme baseado em seu livro e logo fui falando do nosso encontro e o desejo de ir a Teresina e Belém.
    Quem sabe.
    Abraço

    Eduardo

Deixe o seu comentário!